ElecHead é um daqueles jogos de plataforma de quebra-cabeça diabolicamente inteligentes que emociona a cada passo. Desenvolvido pelo desenvolvedor solo NamaTakahashi, você joga como o titular Elec, um pequeno robô cujo corpo pode eletrificar qualquer superfície que tocar, fazendo com que acenda um tom deslumbrante de amarelo nos corredores escuros de uma instalação subterrânea bizarra.

Tecnicamente, é de sua cabeça que vêm suas correntes elétricas, que rapidamente aprendemos a lançar para girar interruptores à distância, criar novas plataformas e desviar de obstáculos mortais para passar de uma ponta a outra da estrada. A Armadilha ? O corpo de Elec tem apenas dez segundos de energia restantes quando ele está sem cabeça, fazendo-o explodir se não o atingir a tempo. O resultado é um jogo de quebra-cabeça incrivelmente bom, cujo banco de idéias brilhantemente elaborado é executado com perfeição e me deixou com um grande e gordo sorriso no rosto durante todas as suas três horas de execução.

Distribuído por seis estágios vagamente definidos que se misturam perfeitamente uns aos outros (e aos quais você pode retornar a qualquer momento para limpar suas vinte calculadoras colecionáveis), ElecHead é um exemplo perfeito de um jogo que ensina por design. Você aprende tudo o que precisa saber apenas completando e se envolvendo em seus quebra-cabeças de ritmo perfeito. A maioria deles está contida em uma única tela, mas às vezes eles vazam para outras salas também, criando uma boa interação entre os diferentes ambientes do ElecHead.

Para dar apenas um primeiro exemplo, você pode topar com uma sala, digamos, que tem um piso de espigões e lâmpadas acorrentadas ao teto. A única maneira de avançar é escalar um conjunto de plataformas que levam à sala acima. No entanto, se você subir em uma plataforma nesta sala superior que está acorrentada a uma lâmpada na parte inferior, você causará uma onda mortal de corrente instantânea que fluirá através dela, explodindo Elec e enviando-o de volta ao último ponto de verificação (que geralmente estão generosamente localizados no início de cada quebra-cabeça). Como resultado, você precisará cronometrar as plataformas às quais as lâmpadas estão conectadas antes de subir as escadas para cruzar com segurança – e às vezes você terá que jogar a cabeça de Elec primeiro se o salto for muito grande para cruzar.

Um pequeno robô corre em direção à sua cabeça destacada no ElecHead

Corra, corpinho, corra!

Claro, este tipo de show sem dizer a abordagem às vezes pode deixá-lo um pouco confuso nos níveis posteriores, especialmente quando não há texto, sistema de pistas ou qualquer coisa para levá-lo para o próximo quebra-cabeça (droga, até os menus também são ilustrados). Definitivamente, houve algumas ocasiões em que fiquei estupidamente olhando para a tela pensando: “Como posso consertar isso?” De certa forma, porém, também adoro jogos de quebra-cabeça como esse, porque também me faz sentir a pessoa mais inteligente do planeta quando a moeda finalmente cai. E cara, esse centavo vai cair várias vezes ao longo do tempo de jogo reduzido de ElecHead, e houve uma revelação de final de jogo em particular que me fez aplaudir a engenhosidade de tudo isso. Esses pontos de distorção não são apenas para o show, é tudo o que estou dizendo.

Felizmente, mesmo quando você atinge uma parede de tijolos temporária no ElecHead, a resposta nunca está longe. Este não é um jogo em que você joga tudo na parede para ver o que gruda, porque você literalmente só tem uma coisa para jogar – sua própria cabeça. Assim, até mesmo seus quebra-cabeças mais elaborados devem ser resolvidos em dez segundos de Elec, dando a tudo uma sensação de imediatismo que outros jogos de quebra-cabeça às vezes não têm. Além disso, o Instant Death Reset (e o botão Instant Shutdown do seu controlador) torna mais fácil experimentar e lidar com essas restrições enquanto você pondera sobre as coisas.

Um pequeno robô corre em direção à sua cabeça destacada no ElecHead

Isso me intrigou por alguns minutos.

Eventualmente, você vai acabar se maravilhando com a forma como alguns desses quebra-cabeças são construídos em torno do momento exato do lance de cabeça de Elec, com velocidades de plataforma perfeitamente adequadas para o breve momento em que seu noggin carregado faz contato antes de você bater. com outros momentos felizes de correr e pular que são bons demais para desperdiçar aqui. Muito da genialidade do ElecHead vem da diversão em resolvê-lo, e descrevê-lo com mais detalhes aqui roubaria do seu cérebro os preciosos giros da roda.

Em última análise, ElecHead é apenas um deleite absoluto do início ao fim. É inteligente, muito bem trabalhado e tudo acompanhado por uma trilha sonora cativante do compositor Tsuyomi. É uma compra essencial para conhecedores de plataformas de quebra-cabeças e uma ótima maneira de passar uma noite por menos de dez dólares. Não é sempre que digo isso, mas jogar a cabeça contra uma parede de tijolos nunca foi tão divertido.